Já pensou nisso?

As águas do arroio Luiz Rau correndo límpidas e tranquilas, com gramados, flores e bancos nas margens; sombras de árvores generosas protegendo crianças, adultos e vovôs numa tarde de sol. Viagem? Talvez, mas já parou para pensar que poderia ser possível? Ok, é um sonho complexo, difícil e demoraria bastante tempo para se viabilizar. Impossível, todavia, não é! Há exemplos de feitos impensáveis pelo mundo.

Cheonggyecheon, em Seul. Revitalizado após quatro décadas escondido.

Que tal, então, ter locais de descarte bem conhecidos, acessíveis, amigáveis, para aquelas coisas que a gente nunca consegue excluir das nossas vidas da forma como  deveria? Têm ideias transformadoras por aí, muitas isoladas aqui e ali, mas que um olhar mais esperto e interessado é capaz de enxergar. De fotografar. De compartilhar. De escalar.

Nosso projeto, a partir de agora, vai envolver você diretamente. O propósito é botar as cabeças pensantes da cidade para funcionarem a favor de Novo Hamburgo. Você é uma delas. Senão, já teria largado a leitura deste texto nas primeiras linhas. Aliás, já pensou viver num lugar borbulhante de ideias? E se esse lugar ficasse bem aqui, na sua cidade? Na nossa cidade! Já pensou?

Num mundo de possibilidades, algumas soluções gritam, causam furor, como o High line, em Nova York. Uma linha elevada de trens, um minhocão abandonado, foi transformado num jardim suspenso, um parque que iniciou e se expandiu a partir da rua 12 e hoje vai até a rua 30, atraindo e encantando gentes de todos os cantos. Lá atrás, deve ter parecido uma ideia insana. É daí? Olha ela aí, valorizando a cidade!

High line, Nova York. Minhocão abandonado virou o parque da hora.

Outras propostas só querem o direito de influenciar o desenvolvimento de hábitos saudáveis com o meio ambiente e com a sociedade. Passeando pelas praias da costa leste da África, você pode se deparar com esculturas coloridas de elefantes, javalis, rinocerontes, leões e girafas, algumas em tamanho real, feitas com chinelos de borracha velhos encontrados no mar.

É Negócio? Confira
Jorge Trenz
A transformação desses materiais em peças de arte e moda é ideia da empresa Ocean Sole. Com sede em Nairóbi, capital do Quênia, o negócio reaproveita sandálias velhas e outras peças de borracha encontradas nas praias do país. O resultado do trabalho são criações lúdicas que chegam a ser vendidas para jardins zoológicos, aquários e lojas de nicho de 20 países.

Em Seul, o Cheonggyecheon, um riacho que ajudou a cidade a controlar as enchentes, foi esgoto a céu aberto, separou ricos e pobres, foi aterrado e escondido debaixo de um viaduto por quase quatro décadas, foi resgatado. Em 2005, através de um oneroso e intenso projeto de revitalização urbana, teve sua importância histórica e cultural restaurada. Hoje é um dos cartões postais de Seul, ponto de encontro dos seulitas e um exemplo a ser seguido.

Outra iniciativa bacana são os ‘ruin pubs’. A ideia partiu da oportunidade de muitos prédios estarem deteriorados e abandonados pós-comunismo. Jovens empreendedores assumiram a administração destes edifícios a custos baixíssimos, proliferando a modalidade de ruins pub pela cidade – atualmente são mais de 20. E o modelo foi “copiado” com pubs em ruínas por outras cidades da Europa.

Ruins Pubs, Budapeste. Prédios do pós-comunismo viraram bares da moda.

Nós viajamos, nós fazemos negócios pelo país e pelo mundo, nós queremos ter orgulho da nossa casa. Então… Se a gente começasse a olhar por ai com mais atenção e iniciasse um banco de sugestões para aprimorar nossa cidade, nossas relações sociais, com o meio ambiente, com o próximo? Já pensou nisso? Acha que poderia dar certo? Pois estamos pensando nisso também.

Colaboração: Cinara de Araújo Vila – Procuradora do Município de Novo Hamburgo

Fotos: Divulgação

 

5 thoughts on “Já pensou nisso?”

  1. Que grande passo foi dado aqui, parabéns.
    Idéias isoladas se perdem, difícil rodar e, se isto em um grupo se somam, são mais discutidas e podem ser levadas à execução com mais condições de darem certo.

  2. Um sonho a ser realizado, não tão longe de ser concretizado, canalizando melhor o dinheiro público e sem corrupções, daria pra fazer, dar uma exelente revitalizada, questões de gestão, boa vontade, prioridades. Quem sabe muito breve isso se torne realidade.

  3. Sempre penso que pequenas iniciativas podem se transformar em grandes projetos.
    As vezes é só alguém ter a coragem de dar a partida. Excelente ideia.

  4. Sim,será muito bem vindo para nossa cidade ,lugar este que podemos usar para várias opções de lazer por exemplo uma delas caminhadas, e uma cidade mais linda.

  5. [3/4 16:29] Doris: Li todo texto e achei uma idéia fenomenal. Seria maravilhoso ArroioLuis Rau de águas límpidas, com bancos , grama e flores. A idéia está aí? Só faltam pessoas para abraça la.😊😊👍🏻👍🏻
    [3/4 16:36] Doris: Todos os exemplos dos vários lugares, são maravilhosos e mostram que quando tem boa vontade e dinheiro dá pra fazer coisas muito bonitas para todos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *